GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

JavaFX vs Swing - A saga da melhor opção

java
programação
Tags: #<Tag:0x00007f1864a0cae8> #<Tag:0x00007f1864a0c980>

#21

Sabia decisão a sua. Cara, ter que ficar lendo codificação em javascript pra achar o erro é osso, e vai
pra lá e vai pra ca’ e lê função e mais função, daqui a pouco o outro escreveu em objeto, aff, mais remendo, socorro !!!


#22

Dar manutenção em sistema JS puro é embaçado… se tiver um framework como Angular ou React é mais tranquilo


#23

Pior que isso é só dando manutenção em código JS no Eclipse kkk


#24

O problema é quando dá o erro lá dentro mesmo. O negocio é de chorar. Por fim terei de fazer tudo de novo.

Java como te amo, alias deixa eu te falar uma coisa. A mesma bagunça existe em c/c++ para microcontroladores; se você vê a bagunça que é, pelas barbas do profeta.


#25

Eu nem sei como funciona microcontroladores, sou mais ficar nos meus sistemas administrativos kk


#26

Hardware te atrasar ?, como assim ?
Se você conseguir rodar o java 8 nesse tal hardware ainda que não tenha o acelerador, não tem problema o javaFX encontra o gerenciador gráfico correto.

Tem muita gente falando mau de javaFX sem nunca ter usado, ouviu falar.
Essa má fama do javaFX vem daquela linguagem de script do javaFX, era a primeira versão,realmente ter que aprender mais uma linguagem de script era horrivel.

Mas as coisas mudaram com a Oracle, javaFX deixou de ser aquela linguagem de script e se tornou uma biblioteca gráfica 100% java tipo o Swing.

De celular, raspberry, desktop, javaFX vai muito bem, é fácil entender.

Agora veja bem, não quero te convencer de absolutamente nada, cada um deve saber o que é melhor para sí próprio, mas já que você pediu a opinião aqui no forum, cada um acaba dando a sua.

Bons códigos, e se precisar de alguma orientação seja qual for a sua escolha, tem muita gente legal aqui no forum.


#27

Eu acho ambos embaçados, JS puro extenso ou usando esses frameworks, mesmo com pessoas experientes. Só WebAssembly pode abrir oportunidades pra melhorar esse cenário.

Alguns colegas que usam Angular, mesmo experientes nisso, já passaram por complicações em requisitos que eu nunca passaria sem Angular. Até ajudo e aproveito pra aprender, mas no final das contas é um esforço que não faz diferença no dia a dia dos nossos usuários. Se tivesse trabalhando em um “Spotify” por exemplo, sem dúvidas vale o esforço de ser um SPA, pra dar aquele ar de aplicativo de página simples e entregar aos jovens fluidez a todo tempo em muitas interações na mesma página, e não ser como um sistema administrativo. São experiencias totalmente diferentes.

Entao, pelo menos para sistemas que são usados internamente pela empresa, nunca vi necessidade real de seguir essa moda SPA com REST. Os usuários dos meus sistemas sao super satisfeitos mesmo que tecnicamente o HTML venha processado do servidor junto com os dados. Quando realmente é necessário ajax, uso pontualmente jquery, trazendo a partial view processada do servidor junto com dados. O JS fica pequeno, o server muito fácil de manter (no caso ASP.NET MVC), qualquer colega júnior pode tocar o barco tranquilamente e ser ágil pra entregar o que realmente o usuário precisa de valor, com desempenho que atende 100% o fluxo do negócio.