GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Processo trabalhista contra empresa funciona?


#1

Oi amigos,

Vejo muita gente tendo problemas com empresas aqui e vou relatar o fato que está acontecendo com um colega de trabalho em relação a consultoria anterior a que ele trabalhava. Não citarei nomes para que o topico não seja travado injustamente.

Este colega trabalhou como PJ para uma empresa em Alphaville durante 1 ano, neste periodo ele estava alocado em uma outra consultoria (body shop). A equipe dele estava em um projeto muito critico e tiveram que fazer muita hora extra, já estava previsto no contrato que as horas seriam pagas. O problema está aí. Com o tempo eles passaram a pegar horário de cafézinho e lanche dos consultores da catraca do prédio e descontar as horas. :twisted:
Este meu colega levou um calote de 22 horas a menos só por causa deste desconto sendo que eles trabalhavam até depois da meia noite para terminar o projeto! Outro colega dele levou um tombo de 50 horas neste mês...
Agora eles pretendem se unir para processar a empresa que não os pagou e também a outra onde estavam alocados que não aprovou as horas trabalhadas por que debitaram da catraca.
O que pensam deste caso? Alguém já passou por situação semelhante? Cada dia mais penso que melhor mesmo é trabalhar por hora fechada porque daí quando voce tá meio parado pode ficar estudando que irá receber o mesmo valor no final do mês sempre....


#2

Faz um teste, contrata um pedreiro que cobra por dia, tipo R$ 70 por dia.
Beleza, agora imagina que esse cara fuma, depois do almoço ele dá um cochilo de meia hora, e pelo menos uma vez ao dia ele vai ao bar tomar uma malvada, o que você faria? :wink:


#3

Não é o caso deles, eles saiam sempre no máximo alguns minutos para fazer um lanche depois voltavam para trabalhar. Sem falar que ficar pegando hora de catraca para um cara que não tem vinculo trabalhista eu acho que é totalmente ilegal.
Eles fizeram isso porque a empresa proibiu terminantemente dos caras comerem lá dentro, daí tinham que sair.
Os caras faziam mais de 12 horas por dia de trampo, nada a ver seu comentário não entendeu o contexto da situação deles.


#4

Com o tempo, você vai perceber que ele perde no mínimo duas horas de trabalho! Está certo isso?

Penso o mesmo com consultores, muita gente adora trabalhar com hora aberta, pois dessa forma podem enrolar e atrasar o projeto. Não estou falando que é o caso dos seus amigos, o que acontece é que as empresas não são bobas, e sofrem por causa disso. Muitas vezes perdem dinheiro, pois muitos consultores sacaneiam, então, pra evitar esse tipo de problema, eles tentam fechar o cerco ao máximo.

Não acho errado descontarem horas de cafés, ou outras coisas, entretanto, se trabalharam em horários extra-oficiais, a empresa tem que arcar com esses valores, inclusive eles deveriam ser diferenciados, adicional noturno e etc. É óbvio que pra isso, isto deveria estar registrado em contrato.


#5

No Brasil existe várias formas de ganhar dinheiro fácil, também conhecido como dinheiro imerecido.

Uma forma é trabalhar para qualquer empresa, e depois alegar que foi "oprimido", "explorado", etc. Que trabalhou horas extras que a maligna empresa oprimiu o pobre empregado.

http://oglobo.globo.com/economia/seubolso/mat/2008/09/12/ajudante-geral_vai_justica_diz_que_pegou_fimose_no_trabalho-548208230.asp

Faça isso que com certeza vc vai ganhar uma bela grana. As estatísticas mostram que 90% das ações trabalhistas são ganhas pelo empregado.

Outra forma de ganhar dinheiro fácil, é entrar para a vida pública. Seja um político que rios de dinheiro fluirão pela sua mão e vc será o todo poderoso que decidirá como gastar o dinheiro dos outros. Se não conseguir se eleger, tente uma vaga no funcionalismo público, de preferencia cargos de confiança.

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2008/09/06/executivo_ja_tem_mais_de_1_milhao_de_servidores-548115481.asp

Eu poderia citar outras formas de ganhar dinheiro fácil no Brasil, mas não vou, porque na minha opinião pessoal essas práticas, embora difundidas, documentadas e incentivadas, são imorais, injustas e anti-éticas.


#6

Tem a ver descontarem o horário, e tem a ver pagarem a hora extra. É simples, hora trabalhada, é hora ganha, hora fora, é hora descontada. Se seguir assim, tenho certeza que vai ser bom para os dois lados.

Você tem que ver o lado da empresa também, concordo que não possuem vinculo empregatício, mas de qualquer forma de um jeito ou de outro, a empresa tem que poder medir as horas trabalhadas, seja por catraca ou não.


#7

O que achei estranho na história foi os números: 22 hs, 50 hs são bem altos se comparados com 160/180 hs que cafezinho/lanchinho é esse? Estes números estão corretos?

flws


#8

Prefiro não citar nomes, mas existe uma consultoria específica que presta serviços pra banco que pra ir no banheiro, tomar café, qualquer coisa - TEM QUE BATER PONTO!

Afinal, de 5 em 5 min eles tiram uma grana legal de você.

Pra mim isso é safadagem.


#9

SIM GANHA FACIL!!!!
PROCURE UM ADVOGADO TRABALHISTA!!!!


#10

Talvez ganhe até danos morais.


#11

Eu não trabalho em um lugar assim!!!!

Já trabalhei com horário assim e é um inferno!!!

Recomendo que, quem trabalhe com esse tipo de gente, faça apenas uma coisa: saia o mais rápido posssivel e leve junto o maior numero de colegas que puder!!!!


#12

ao meu ver a empresa está certa!!

acredito que entrando na justiça a empresa irá ganhar, ainda mais com as provas das catracas!!!

horas trabalhadas = horas pagas


#13

Não fale do q nao sabe.
A catraca é prova irrefutavel q ele trabalho lá.

Pelo visto a empresa inflingiu um monte de leis.


#14

Tudo depende do que existe em contrato, a empresa na Justiça vai alegar que não existia vínculo empregatício.

Vocês podem até tentar processar, mas sem comum acordo a coisa pode demorar mais de 5 anos.


#15

Olá

Meu pitaco. Entre na justiça e dependendo do que está escrito no contrato que você assinou, provavelmente ganhará. Se horas trabalhadas = horas pagas fosse verdade, ninguém teria férias, receberia domingos e feriados e outras coisas mais. Sinto forte cheiro de trabalho escravo mas repito: leve seu contrato para um advogado. Se não assinou nenhum, ganhará na justiça facilmente desde que tenha provas.

Concordo.

[]s
Luca


#16

Luca, mesmo com contrato assinado, o contrato pode ser invalidado facilmente.
Alias o contrato pode ser mais uma prova a favor dele.


#17

Procure um advogado...

Infelizmente, vc abre um tópico cheio de boas intenções e vem os negos falar um monte de groselhas (com boas exceções).

Tem nego que parece que faz panfletagem nesse fórum.


#18

Oi amigos, estou impressionado em algumas pessoas tentando defender a empresa em questão. :lol:

Estes ainda estão com a cabeça na administração do seculo passado...


#19

Não é lei termos 15 min de intervalo na parte da manhã e na parte da tarde ? Já li isso aqui no GUJ...


#20

Não confundam direitos e deveres das leis trabalhistas com as leis das empresas jurídicas de prestação de serviços.

Se fossem funcionários, poderiam ser cobrados pelo horário, faltas, folgas, lanchinho, catraca e etc.

Como são PJ, não podem ser cobrados por horário, catraca etc.

A empresa quer cortar custos mas também quer cobrar coisas indevidas. Então ela que pague por isso ou faça um contrato justo entre as partes.