GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Desabafo de um programador Java


#1

Voltei a ficar desempregado, porém com mais experiência de trabalho, mas ainda não é o suficiente para atender as expectativas de alguma empresas , porque eu sou nada mais e nada a menos que um programador júnior.

Quando vou buscar por vagas de emprego como programador Java na minha cidade, o argumento que é a maioria das empresas buscam por TALENTOS!!! Então o que seria um TALENTO?

Seria um tipo de candidato que tem PERFORMACE!!! em programar. Então o que seria um candidato que tem PERFORMACE?

É um candidato que ao trabalhar com desenvolvimento de sistemas ele tem um auto graus de desempenho, que envolve um código coeso, e pouco aglobado e feito em um pequeno espaço de tempo, ou um candidato que ao pegar numa linguagem que não tem muita pratica, ao estuda-la ele aprende rápido.

Ao ser informado dessas coisas eu descobrir que não sou um cara com PERFORMACE nem TALENTO, e agora?

O que fazer?

Mudar de profissão?

Mano, quando estava na faculdade eu ajudava colegas de classe em aprender algoritmo, e hoje em dia esses caras estão ganhando o suficiente para viagem para Europa uma vez por ano. Mas afinal aonde está o problema?

A trajetória de alguns foram entrar numa faculdade, conseguir vários estágios, e com os estágios conseguiram oportunidades de trabalho.

Eu fiz uma trajetória diferente dessas, e com isso sair prejudicado.
Mas e agora o que fazer?

Eu tive a ideia de pegar serviços e projetos para fazer, mas os clientes querem que sejam entregues cada projeto em media de duas semanas a 30 dias, eu descobri que sozinho não consigo dá conta, então tive a ideia de chamar uns antigos colegas de faculdade para me ajudar. Mas sabe qual foi o resultado?
Eles não deram a devida importância necessária que deveriam dá ao projeto, não podia me comprometer com os clientes e saber que existiria o risco de não entregar o projeto, e para agravar poderia me queimar com os outros futuros clientes.

A gente vive em plena crise financeira no Brasil, sendo que você vai se conformar com essa crise?

As emissoras de TV vivem dizendo que a minha profissão não está em crise, sim de fato, não está, o mercado está muito aquecido, mas somente tem oportunidade para quem tem PERFORMACE ou para programadores Pleno que estão aceitando salários de júnior.

Então qual seria a solução?

A gente deveria se unir através de fórum e sermos mesmo dedicados e comprometidos, e colocar na cabeça que a crise financeira ela somente existe se acreditamos nela.

Um pega um projeto com um cliente, posta aqui no fórum, e diz que está com um cliente para entregar o projeto, e a gente se juntava para ajudar a concluir o projeto do companheiro sem ter interesse de fins lucrativos, ai um outro posta pedindo ajuda para fazer um projeto e a gente faria a mesma coisa, e quando pensar que não, conseguimos a experiência que tanto desejamos para entrar no mercado de trabalho.

Mas como podemos fazer tudo isso se somos desunidos?

Eu não quero acredita que estou sobre a minoria, será que todos mundo que se forma nos cursos de tecnologia da informação estão conseguindo emprego?

Eu somente sei que tenho vários contatos de clientes, e de pessoas que necessitam de alguém para criar o projetos para elas, mas sozinho eu não tenho como dá conta.

A gente tem que ser mais humilde galera, cadê a vontade de vencer?

Eu tenho vontade de aprender, de crescer, de tudo, mas sozinho eu não posso fazer diferença.

Eu acredito que se a gente mudasse a forma de olhas as coisas realmente não existiria motivos para ter crise profissional para ninguém!!!


Aqui está meu currículo atualizado, clique Aqui.


Como está a atual situação do mercado das linguagens do dialeto xbase?
Graduação de Nutrição combina com desenvolvimento de sistemas?
#2

Claro amigo você está certo.

Esta questão de crise, é tudo uma questão de perspectiva, de visão do mercado.

Por exemplo, em minha cidade, agora que estão começando a saber que existem programadores aqui e que trabalham com isso: fazer sites, desenvolver sistemas e soluções que envolvam programação.

Sério, aqui é tipo um interiorzão. Trabalho com um colega da faculdade em um órgão do governo, e o cara me impressiona, pois tem uma visão de negócios impressionante. Mesmo que o mercado interessado nestas tecnologias seja muito pouco, ele consegue, digamos, “vender o peixe” dele muito bem e ganha muita grana, e ele tem minha idade (22 anos).

Também existem sites de empregos temporários somente para programadores, justo como você falou, onde tem clientes com projetos a serem desenvolvidos.

Acho que os profissionais de programação já são bastante unidos. Um grande exemplo é o github: milhares de soluções nas quais temos o acesso ao próprio código-fonte. StackOverflow, com os trechos de códigos que precisamos na hora do aperreio.

Mas essa união mais próxima na qual você fala, acredito que dependa dos contatos que obtemos ao longo da experiência de trabalho. Agora se falando por exemplo, de um grupo de amigos programadores nos quais você sabe que pode contar para desenvolver qualquer projeto, é como você falou: depende do comprometimento destes colegas, sendo que ao trabalhar com eles esta união profissional irá acontecer. Portanto, concordo contigo em grau e tamanho.


#3

você está trabalhando atualmente com desenvolvimento de sistemas em Java?


#4

Achei bacana seu desabafo , e concordo com o que você descreveu.

Atualmente não trabalho como Desenvolvedor,estou tentando entrar desde que entrei na faculdade,hoje tenho pós-graduação em Java e pensei que com uma pós ficaria mais fácil de entrar no mercado de Desenvolvimento,pois isso é diferencial para outros candidatos, pois estou constantemente estudando,me aperfeiçoando e estou correndo atras, mas isso não aconteceu como queria.
Assim como você , também ajudava meu colegas de Pós(alguns deles era programadores profissionais).
Depois de 1 ano parado , consegui um trabalho como Auxiliar de Processamento de Dados(Suporte), cogitei também a voltar para o supermercado e deixa a TI de lado, pois por mais que me esforça,buscava e tinha vontade aprender as empresas não estavam afim de investir nesse tipo de pessoa, procuram pessoas que tenham experiencia, etc.

Gostei da sua ideia que através do fórum , alguém que aparece com um projeto e precisa de ajudar para concluir, mas dificilmente vejo isso.

Atualmente estou aprendendo MongoDB com Java e criei no GitHub um repositório para mesmo contendo exemplo de insersão de dado por servlet e pelo Spring.

caso tiver interrese em aprender, :DanielDias-MongoDB , estou fazendo para o TCC da Pós, e tambem para agregrar mais valor ao currículo como diferencial, pois aqui no RJ quase ninguem pede conhecimento em NoSQL.


#5

Também estou em situação parecida, buscando uma primeira oportunidade como desenvolvedor, porem tá complicado todos querem que o desenvolvedor júnior saiba jsf, jpa, spring, maven, cdi, ejb, saiba montar um servidor rest alem de css, html e javaScript, e se der bobeira ainda querem que você tenha conhecimento em dev pra android. Ai fica complicado, mas a “crise” não vai durar pra sempre, precisamos é de uma entidade que nos represente assim como outras profissões.


#6

Vamos lá pessoal , bola pra frente !

É fato que informática é um setor estratégico para qualquer empresa.

Acredito que alguns recrutadores por maldade ou desconhecimento acabam exagerando nas

exigências de contratação e nos baixos salários porém cabe a nós saber NEGOCIAR um valor

justo antes de efetuarmos um acordo com o recrutador.

Acho legal aprender outro idioma e a especialização em alguma tecnologia mas isso não nos

impossibilitará de executar outras funções dentro de nossa área.

Por isso , não acho legal se vender como PROGRAMADOR XPTO , por exemplo.

Em entrevistas acho que é legal passarmos ao recrutador que com a formação que recebemos

estamos preparados para analisar e atender as necessidades do empregador com as

tecnologias adequadas pois não existe bala de prata !

Espero ter ajudado :slight_smile:


#7

você quer participar de algum projeto somente para ganhar experiencia?


#8

Além de lamentar o ocorrido, recomendo fazer uma auto-análise sobre sua experiência: suas dificuldades, quais expectativas não correspondeu, assuntos para estudar, praticar, aprofundar, que conhecimentos deveria ter mais fluência, etc.
Nunca é demais lembrar que é recomendável ter foco e objetivos claros, não ficando alternando assuntos antes de alcançar minimamente um objetivo.
Boa sorte!

Título


#9

wladyband boa tarde,

não fique assim meu amigo, nosso mercado é meiramente um pouco injusto com os conhecimentos e requisitos exigidos, nós sabemos o quão difícil e custoso é aprender tudo que exigem, mas é a nossa realidade, será que você está usando os meios certos para encontrar o emprego que procura?

tem portfólio?
seria interessante damos uma olhada no seu currículo, para indicarmos o que falta ou o que está bom, tenha calma, pense friamente, de um UP no seu curricúlo, use seu network e vai da tudo certo.


#10

aqui está meu curriculo atualizado, Clique Aqui


#11

já avaliei, além daqueles motivos levantando na minha postagem, perdi muitas oportunidade de trabalho pelo fato de somente conhecer JSF, fui chamado para fazer entrevistas que era para participar de projetos em Arquitetura RestFull, mas estou tentando corrigir isso estudando Spring MVC.


#12

sim, felipe_machado09@hotmail.com


#13

Você já tentou se unir com o seu cliente pra negociar um prazo mais viável ou considerou usar uma linguagem que ofereça mais produtividade?


#14

Quando você mantem contato com o cliente, geralmente ele tem pressa, quando é um cliente conhecido, ai eles são mais flexiveis, mas o problema é que nos projetos que fiz eu marcava com o cliente com um prazo tolerável de 30 dias para entrega ou até de 45 dias, e como o projeto era extenso e um pouco complexo e ficava tudo nas minhas costas, e os outros que disseram que iriam me ajuda não ajudavam e não se comprometiam.
Tive muito desgaste com cliente por causa dessas coisas, e já ouvir falar de colegas de faculdade que tem estavam tentando fazer as coisas da mesma forma que eu estava fazendo e terminaram falindo a empresa porque contaram com as pessoas que iriam fazer o projeto e não conseguiram entrega e tiveram que paga as multas porque estava escrito em contrato.

A forma de como estou fazendo hoje é, estou pegando os projetos mais simples e eu mesmo tentando concluir eles pelo menos 80%, o suficiente para está no cliente rodando, de maneira que ele fique satisfeito, e o resto que falta implementar vou deixar para as pessoas que estou chamando para me ajudar no projeto.
estou chamando pessoas que não tem experiencia, pois acredito de serem mais humildes, estarei passando pequenos serviços para estas pessoas de maneira que se eles não conseguirem entregar o que solicitei daria para eu mesmo implementar, com isso eu adiquirindo confiança eu iria delegar mais responsabilidade.

considerou usar uma linguagem que ofereça mais produtividade?

Estou trabalhando meus novos projetos com Spring Boot, pois vou ter mais flexibilidade no Frond-End do que em fazer projetos em JSF.


#15

Olá wladyband, sobre o seu currículo eu aconselho a organizar melhor a seção de qualificações, divida em subseções: como linguagens, frameworks, metodologias, etc e adicione na primeira linha o perfil da sua qualificação: back-end, front-end, full-stack, etc. ou na área de objetivo coloque “Cargo como desenvolvedor de software, back-end” por exemplo. Desta forma você está contextualizando a “sopa de letrinhas” que vem em seguida

É interessante também deixar as suas experiências profissionais na primeira página e com relação aos freelas, ofereça modos de contactar os clientes que estejam satisfeitos com o seu trabalho e que possam lhe dar uma boa recomendação (obviamente converse com eles, clientes, para saber se isso é possível)

Pessoalmente eu criaria um perfil no linkedIn e adicionaria os amigos de faculdade que possuem perfil ativo por lá e colocaria o link no meu currículo, além de você estar aumentando sua visibilidade você está oferecendo mais uma forma do empregador confirmar a sua competência. E sobre competência, enquanto eu não acredito que o GitHub deva se tornar o seu currículo ele é uma ótima forma do seu empregador ver a qualidade do seu código, crie projetos, contribua, etc. e obviamente adicione o seu perfil no currículo.

E também vale lembrar que talento não existe, existem certos sortudos que nascem com uma afinidade para certas tarefas mas nada subistitui trabalho duro e no caso de todo desenvolvedor isso envolve programar muito, ler muito e não ter medo de sair da zona de conforto. A performance é o resultado de uma fundação sólida criada através das práticas acima.


#16

você poderia me disponibilizar um modelo de currículo ou ate mesmo enviar para mim um resumo do seu currículo? porque mesmo com a explicação que você deu, somente terei noções, isso podem aumentar o risco de eu errar gravemente a construção de modelo diferente de currículo.


#17

Não vou passar um modelo pois acredito que as dicas são auto-explicativas, mas apenas para ilustrar vou dar um exemplo

Objetivo:
Cargo como desenvolvedor de software back-end.

Qualificações

  • Linguagens
    Java (versões 7 e 8), Python 2.7+, Javascript

  • Frameworks

    • Persistência
      Hibernate e JPA

    • Segurança
      Spring Security

  • Controle de Versão e Deploy
    Git e Maven

etc


#18

Muito obrigado :slight_smile:


#19

Você precisa fazer parceria com (ou se tornar) um bom dev front-end se quer impressionar seus clientes. De uns tempos pra cá eles ficaram muito exigentes nessa área.

Se contar com você, são 2 programadores, acho que é suficiente pra criar um sistema simples.


#20

achei muito legal sua ideia.