GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Direitos sobre o software


#1

Pessoal, estou precisando de uma ajuda…

Eu desenvolvi um software na minha empresa pra facilitar minha vida, NÃO fui contratado como programador, nem foi acertado verbalmente algo de eu desenvolver um software… porém usei minha hora de trabalho para desenvolver pois sabia que traria benefício pra mim… a empresa me mandou embora, de quem é o software?? Eu tenho direito total sobre ele?? Partes?? Alguém sabe como funciona?


#2

Melhor coisa seria você procurar um advogado especialista. Mas, dependendo do valor do software, pode não valer a pena.

Qual seu objetivo exatamente? Quer que eles paguem pelo software ou que você mantenha os direitos sobre ele e possa revender para outras empresas?

Alguém mais usa esse software lá? É um software que faz algo específico para essa empresa ou é algo mais genérico?

Abraço.


#3

Quero saber até onde tenho direito de cobrar alguma coisa ou ser dono do software…
Acabei facilitando a vida do meu setor inteiro. É um software simples até, não possui nada de segredo da indústria… mas pode servi como base pra comercializar para empresas afim


#4

É complicado, até porquê quem pode provar que foi você que fez? Você fez em horário de serviço? Fez no computador da empresa? Porquê não desinstalou assim que saiu?


#5

Provar é fácil sou o único que tem o código fonte e eles mesmo admitem isso… usei apenas a hora do serviço… quando não tinha nada pra fazer… foi no meu NOte… eu desinstalei… por isso está começando a briga


#6

Isso só um advogado pra te dizer com certeza. Não acho provável que você consiga muita coisa (além de irritar seus ex-patrões).

Mas vocês não combinaram nada e, nesse caso, tudo o que você faz em horário de serviço é propriedade da empresa. O fato de você ter feito nos horários vagos ainda classifica como trabalho (um dos seus ex-chefes pode alegar que te mandou fazer, e aí fica um “disse-que-disse”).

Mas eles querem negociar o que com você exatamente? Eu acho melhor você negociar com eles para permitir que eles continuem usando, e se quiserem novas funcionalidades, você cobra pelo desenvolvimento. Mostre-se proativo e disposto a colaborar, pois confrontá-los dificilmente terá o resultado que você espera. Você mantém o fonte e pode alterá-lo (removendo quaisquer informações referentes à essa empresa), e usá-lo em outro clientes, e for o caso.

Mas, novamente, consulte um advogado.

Abraço.


#7

Se desenvolveu na empresa ou prestando serviço, é da empresa. Você só terá que ver questão de direitos trabalhistas.

Se você não deixou os fontes com a empresa e recebeu seu pagamento, deixa pra la, vao ficar sem suporte e evoluções.


#8

o melhor a se fazer é “deixar para lá”, o fonte é seu e você sabe que é errado desenvolver nas horas de trabalho (não sendo contratado para aquilo), simplesmente não terão suporte e será inútil a eles.


#9

Valeu galera