GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Software Supermercado(Resolvido)


#1

Bom dia, galera eu gostaria de montar um software para um supermercado que vai abrir aqui na minha cidade.... porem nunca mexe com software para supermercado... eu gostaria de saber de vocês algo sobre software para essa area... como funciona... eu sei que a melhor maneira seria estar indo la e falando com os donos.. e tal mais antes disso gostaria mesmo de saber como funciona para ir ate eles... e ja ter pelo menos um prototipo... tipo a minha principal duvida.. como funciona o caixa de um supermercado????? la tem varios terminais... para cada dia por exemplo cada terminal abre um caixa??? e tem um caixa master para guardas as informações de todos os outros caixa do dia?????

vlwwww


#2

acho que funciona basicamente como um Ponto de Venda (PDV).

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=pdv&meta=&aq=f&oq=

abraço.


#3

hummmm vlww... mais poderia me dar mais detalhes???

vlwwww


#4

desculpe.

apenas trabalhei como Repositor em um supermercado.

nunca fiz um software desse tipo.


#5

obrigado


#6

Software de supermercado ou a grande maioria dos PDVs ("ponto de vendas") funciona divididos em dois módulos

[list]Frente de caixa [/list][list]Retaguarda[/list]

O Frente de caixa é o software que vai vender o produto, porem como se trata de produto ao consumidor, você vai precisar homologar impressora fiscal já que a receita federal exige isto, sem contar no TEF (transações eletronicas - Cartao) que provavalmente seu cliente vai querer.

O Retaguarda é o software que vai processar todas as vendas, e gerar relatórios gerenciais, controle de estoque, contas a pagar e receber, etc. Todo controle do mercado vai ser feito pelo retaguarda.

Você precisa ver o que vai desenvolver.. se é os dois módulos ou se o seu sistema vai ser integrado com algum outro !!! Se for integrar com outro software vai precisar conhecer a interface de comunicação entre o software do terceiro, com o seu software.

Espero que tenho esclarecido, qualquer coisa poste as duvidas.


#7

Olá Naruto,

Não tenho experiência com desenvolvimento, mas tenho visto algumas coisas por ai:

PDV, com especial atenção ao ECF (Cupom Fiscal, suprimento, sangria, redução z, leitura x e cancelamento de cupom);
TEF: Dependendo do tamanho do supermercado e do número de caixas, será necessário TEF dedicado;
Contingência: Se o servidor parar, as estações devem (ao menos deveriam) continuar trabalhando.

Vejo muito trabalho nessa empreitada.


#8

Como o joellazzari, realmente é muito trabalho, principalmente na parte do PDV, pois o controle tem que ser muito bem feito, a parte de Leitura X, Leitura Z, detalhes de caso ocorra algum problema durante uma venda o sistema tem que garantir a integridade, e na hora de homologar você vai precisar mostrar tudo isto funcionando.

Tem o detalhe do TEF que é chato de mexer, pois você vai ter que entrar em contato com a SITEF que é uma empresa que realiza as transacoes, nossa é muitos detalhes.. !!!

Acredito que a melhor solução seria pegar um PDV de alguma empresa ja no ramo, e fazer o retaguarda para interpretar estas vendas e gerar informações e controle para seu cliente.
A não ser que você tem uma empresa ou equipe de desenvolvimento para estar fazendo todo este servico, pois vai muitooo tempo.


#9

obrigado pessoal


#10

E aí bele, acho que a melhor maneira é voce adquir um software conhecido no mercado, eu tenho um mercado
aqui na minha cidade e adquiri um ótimo software Retaguarda e frente de caixa.

Eu tenho 1 servidor e 3 terminais pdv é otimo com garantia total e suporte

o site dos cara é www.sipvendas.com.br

o nome do soft é SIP


#11

Bom eu to com um problema parecido, pra fazer um software para uma Padaria, minha duvida é: "A parte da Nota Fiscal é realmente necessário???", pois o cara disse que não precisava, ai eu fiquei na duvida pq ele vai registrar a saida dos produtos sem emitir nota!!. Se alguem puder me responder sobre isso e se tiver mesmo, tem mais alguma coisa que seja obrigatoria para o sistema?


#12

Opa, verdade: a contingencia que o colega acima citou faz parte do PAF-ECF que é obrigado em vários estados. A homologacao do PAF (Programa Aplicativo Fiscal) verifica a integracao do seu programa com a impressora fiscal e precisa atender a uma série de requisitos. Alguns exemplos: a impressora fiscal precisa continuar funcionando mesmo que a rede caia, geração de diversos arquivos em formato TXT assinados digitalmente, a existencia de um "Menu Fiscal" padronizado em todas as telas da sua aplicacao, etc.


#13

Bom cara, acho que isto teria mais a ver com a escalonabilidade de sua aplicação. Pode ser que o cliente queira um dia adicionar mais recursos a está aplicação. Para facilitar você poderia criar uma classe para isto, mais não chama-la na ablicação.


#14