GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

A quantidade de vagas de emprego que exigem a linguagem de programação Ruby diminuiu muito?

#1

A quantidade de vagas de emprego que exigem a linguagem de programação Ruby diminuiu muito?

Se deve ter muito cuidado na escolha de uma linguagem de programação para aprender para ser profissional.

Eu fui informado sobre alguém que na agonia de entrar no mercado e também porque estava precisando de grana, entrou em uma empresa que trabalhava com VisualFox Pro e a MS havia acabado de anunciar que iria descontinuar a linguagem… Se deve ter muito cuidado, de repente é melhor esperar um pouco mais para ter a oportunidade de trabalhar com algo que pelo menos tenha um Horizonte, se deve avaliar bem sua decisão, essas linguagens menores, normalmente limitam o mercado pra você…

Eu fui informado sobre alguém que era um excelente profissional, dedicado como poucos, excelente em lógica de Programação, mas não conseguia mais sair do VFP porque já fazem mais de 5 anos que não estudava outra coisa, ou seja, quando estava começando a querer se reciclar e estava tão atolado em dívidas que dificilmente se daria o luxo de sair de lá ganhando menos só para entrar no mercado, ou seja, ficou refém e só teria aumento quando a empresa resolvesse lhe dá, não podia sair de lá, porque não sabia outra coisa… enfim… acho que deu para entender o que eu quis passar para vocês.

0 Likes

#2

Não sei se diminuiu, pois não sei se já foi grande ou alguma coisa, mas se for para comparar com outras linguagens backend, o Ruby tem poucas vagas.

Fiz uma busca no Linkedin sobre vagas para Dev backend e o resultado foi esse:

Ruby 648 vagas
C# 2537 vagas
Java 6110 vagas
PHP 2569 vagas
Python 1915 vagas
Node 966 vagas

1 Like

#3

Eu não sei como é o VFP, mas por exemplo: se você aprender Java e depois quiser ir para C# você irá aprender rápido, pois ambos usam o paradigma orientado a objetos.

Eu acredito que se você desenvolver bem a lógica e não ficar memorizando as “palavras” de uma linguagem, você aprende uma outra com facilidade também.

1 Like

#4

Existe uma tabela no LinkedIn para se ver quais são as quantidades de vagas de emprego de cada linguagem de programação?

0 Likes

#5

Tabela não, mas você pode colocar o nome da linguagem ou framework na barra de pesquisas e colocar para buscar apenas Vagas

1 Like

#6

Onde eu encontro os nomes das linguagens e frameworks de programação que tem demanda para eu ver a quantidade de vagas de emprego que o LinkedIn mostra para cada uma?

Quais são os lugares que são realmente corretos para se procurar saber os nomes das linguagens ou frameworks de programação que tem demanda?

Eu pergunto isto porque existe conteúdo universitário de programação que diz que estudar as linguagens derivadas do C segundo o ranking da TIOBE é uma boa oportunidade de ter um bom suporte do mercado, mas essa informação é do ano de 2015, o nome do PDF é Lógica de Programação do autor Fabiano dos Santos.

Eu não acredito nessa informação porque ela diz, por exemplo que “particularmente, R e Matlab estão subindo no ranking porque são muito usadas na área de bioinformática e como esta área é cada vez mais crescente, essas linguagens crescem junto e que até mesmo o Cobol, que foi muito usada nas décadas de 70 e 80, ainda aparece em crescimento”.

Está escrito nesse PDF:

"Sabemos que atualmente existem muitas linguagens de programação diferentes e para o iniciante chega a ser difícil escolher alguma linguagem para poder aprender e se especializar. Já foi citado que o mais importante é conhecer a lógica e saber as estruturas existentes para poder construir programas, a linguagem chega a ser um fator secundário.

A Figura 14 e a Figura 15 mostram um ranking de linguagens e sua evolução ao longo dos anos de acordo com a empresa Tiobe. Esta empresa lida basicamente com questões relacionadas à qualidade de software e mensalmente divulga o ranking das figuras. O ranking é obtido por meio da coleta de informações na internet envolvendo o que foi publicado, número de pesquisas feitas nos mecanismos de busca e mostra apenas a quantidade obtida, não trata de esclarecer qual a melhor linguagem de programação. O ranking serve principalmente para os programadores verificarem o quanto a sua linguagem de uso está sendo buscada e acessada pela internet. Os dados da figura foram obtidos em 2015 e podemos perceber que as linguagens derivadas do C ainda são muito comentadas pela internet. Ou seja, estudá-las é uma boa oportunidade de ter um bom suporte do mercado.

Para quem tem mais experiência na área de informática, não deixará de notar que linguagens como Matlab e R (sim, isso mesmo, o nome da linguagem é “R”) aparece no ranking de uma maneira destacada e ascensão. Particularmente, R e Matlab estão subindo no ranking porque são muito usadas na área de bioinformática e como esta área é cada vez mais crescente, essas linguagens crescem junto. Até mesmo o Cobol, que foi muito usada nas décadas de 70 e 80, ainda aparece em crescimento. Outra linguagem que vem se destacando segundo o índice da Tiobe é o Python, que está sendo usada por grandes empresas como Facebook e Google nos seus sistemas".

Quando se vê o atual ranking da TIOBE, se vê que a linguagem Assembly está na posição 10, mas o Delphi está na posição 12 e o Visual Basic está na posição 16:

https://www.tiobe.com/tiobe-index/

R (linguagem de programação): 201
Matlab: 86
Cobol: 113
Delphi: 452
Visual Basic: 104
Assembly (linguagem de programação): 2

0 Likes

#7

Na minha opinião: Linkedin

0 Likes