Conselho de Profissionais

Estou querendo estudar groovy mas tenho medo de ser um modismo…
Quero conselho de entendidos do assunto para me garantir se compensa estudar groovy ou não?

Cara, n conheço muito o groovy, sei que é relativamente nova e carece de bons padrões ainda, gostaria de saber do pessoal do guj tb…
mas tipo, sempre que se fala de uma linguagem nova eu me pergunto: quais benefícios me trará além dos que o java já oferece? possui suporte / ferramentas?
isso pq o java hoje tem suprido todas as minhas necessidades profissionais e sem falar no suporte que é incrívelmente bem trabalhado…

Aprenda o que couber na sua cabeça. Ou você usa um chapéu tamanho 35*?

Por exemplo, recomendo a todo mundo que sabe Java a aprender também uma segunda, uma terceira e uma quarta linguagem. Não é preciso sabê-las de trás para frente; mas é necessário saber onde está a documentação e como achar as coisas que você precisa saber. E de preferência, não só aprender aquelas linguagens que são muito parecidas com Java (como o velho e bom C#) quanto aquelas que são bem diferentes, até para você pegar os conceitos e o jeito de pensar das outras linguagens.

Acho que é interessante, por exemplo, aprender Scala. Ela tem certos conceitos que são bem diferentes dos do Java, por exemplo.

  • Por favor, não estou sendo discriminatório com alguém que seja portador de microcefalia aqui no site. Não levem a mal (e não me processem).

Eu concordo com o entaglemtnentne. Se você está aprendendo uma linguagem que é (por enquanto) pra você mesmo (e não para um trabalho novo, por exemplo), aprenda uma que trave as suas ideias… Que fuja do seu paradigma de pensar. Se for pra aprender uma linguagem que acrescente poucos frutos ao modo de pensar, voce só vai aprender uma sintaxe nova e vai usar 95% do que já sabe em termos de design.

Ruby, Python e Scala são boas pedidas e podem ser usadas de forma OO. Não conheço Groovy, mas me parece ser uma boa pedida a entrar na ‘família’ de linguagens que mudam a forma de você pensar. É interessante aprender também uma linguagem de outro paradigma, como Haskel.

Portanto, vai fundo. Se não gostar, você muda.

É uma boa estudar a integração Groovy/Java (ou melhor linguagem de script/java). Aí vc também começa a ter idéias de como deixar seu programa modularizável e com trechos interpretados, ao invés de compilados.

E isso é uma mão na roda para aplicações com IA no geral.