GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Vale a pena seguir carreira e fazer faculdade de TI se a pessoa possui problema de saúde

Olá
Possuo um problema de saúde mental leve, mas não ao ponto de estar em uma cadeira de rodas e também faço uso de remédio controlado.
Eu gostaria de saber se é arriscado tentar carreira como programador ou fazer uma faculdade de T.I, como ADS, Sistema de Informação ou Ciência da Computação e se seria melhor seguir carreira na área de UX/UI Design ao invés de ir para carreira de programador ou fazer uma faculdade de T.I como disse?

Já trabalhei com um colega que tinha problemas de deformações no corpo (é que não lembro o nome do que ele tinha, só lembro que até tinha conseguido a carteira para dirigir e tinha conseguido comprar um carro adaptado), e ele tinha um conhecimento absurdo de desenvolvimento, lib, frameworks, padrões de projeto, etc, etc, etc. Isso não impediu ele de seguir carreira, e a empresa dava um ótimo suporte também. Com isso, acho que, dependendo do tipo de problema que vc tenha, desde que vc se esforce e consiga arrumar um lugar onde vc tenha as condições de trabalhar bem, acho que vale a pena sim, se for algo que vc realmente goste de fazer.

3 curtidas

Entendi Lucas, não sabia que existia profissionais pcd nesta área.

Vou ver se faço faculdade EAD nesta área de T.I mesmo, que eu ia fazer publicidade e propaganda, na modalidade presencial em uma das faculdades que seriam boas e que oferecem bolsa, pra me especializar em UX/UI Design, porém os cursos são presenciais e não tem bacharelado em Publicidade EAD nas faculdades que são boas no estado onde moro, sendo assim, vou ver se faço faculdade de T.I na modalidade EAD mesmo, que não sei si seria seguro fazer uma faculdade presencial na pandemia, mesmo que as pessoas estejam vacinadas.

Muito obrigado pela ajuda Lucas

A grande questão que vejo é trabalhar num lugar onde há o apoio da empresa e, atualmente com o trabalho remoto em alta (escutei um amém!), eu não sei como está o trato para pessoas com algum deficiência, problemas de saúde, etc. Seria bom dá uma pesquisada. Vou ver se acho algo aqui e posto se encontrar.

1 curtida

Faz EAD e procure estágio ou emprego que seja home office, que está em alta como o colega falou acima, devido a experiência positiva durante a pandemia. A empresa que exige presencial hoje não tem mais a preferência da maioria, vão ficar pra trás nao conseguindo bons profissionais. Isso inclusive facilita o seu caso.

2 curtidas

Entendi, vou dar uma pesquisa então, sim, pode postar aqui nos comentários o link com informações se achar algo sobre o trabalho pra pcd na área de T.I que seja importante.
Obrigado

Vou fazer EAD mesmo, sim, concordo
Obrigado pela resposta.

Reforçando o que os colegas disseram, mais importante que a formação é a empresa que você for trabalhar. E, obviamente, não adianta muito você se formar em algo que não interessa só porque possivelmente será mais fácil ter uma vaga.

Nesse quesito, é um dos poucos casos em que trabalhar para empresas maiores e consultorias pode ser mais interessante, pois elas geralmente tem estrutura melhor e são mais flexíveis quanto à acomodações quando necessário. No meu período na Accenture, tive vários colegas com algum tipo de deficiência, tanto como pares (programadores), quanto em outros setores (RH, serviços, etc), além de treinamentos diversos relativos à inclusão e etc. Não sei dizer como é a progressão de carreira para esses profissionais, mas me pareceu uma boa oportunidade no geral.

Abraço.

2 curtidas

Concordo com o @Lucas_Camara, tenho um amigo que, após um acidente de trânsito, teve lesão no nervo óptico e agora ele só enxerga através de um olho e nesse olho ele só tem 20% da capacidade visual.
Mesmo assim, ele continua atuando como programador, se adaptou utilizando monitor com tela grande e usa a “lupa” do sistema operacional.

1 curtida

Existem sim, o único problema que vejo é que algumas empresas só consideram como PCD algumas deficiências específicas e não todas contempladas pela legislação.
Muitos sistemas de processos seletivos tem um espaço para informar qual a deficiência do candidato, mas é sempre um radiobutton com as deficiências “reconhecidas” pela empresa.
Eu por exemplo, segundo a legislação, sou PCD pois faço hemodiálise através de fístula arteriovenosa. :man_shrugging:

1 curtida

Entendi, é concordo
Obrigado
Abraço

Entendi

Ah entendi
Obrigado pela resposta

//