GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Aviso previo


#1

eu trabalho 40 horas em uma instituição,mas estou pedindo demissão em fevereiro. A instituição propos que eu cumpra o aviso prévio apenas meio período.
Isso é permitido? o tempo do aviso será dobrado para 60? e em relação ao pagamento de salario, passo a receber neste período a metade?
obrigada!!!!


#2

Se você é CLT, sugiro procurar o sindicato, pois eles conhecem sobre isso.
Se for autônomo, vira as costas e vai embora, vc não deve nada..
[]'s


#3

é o seguinte.. se a empresa pede pra voce cumprir aviso, muito provavelmente você trampa d carteira assinada nao?

bem... a empresa pedir pra vc cumprir uma parte do aviso é normal, já que dar as costas e ir embora como o amigo ai falou é queimação de filme, termina seu serviço, treina outra pessoa se for necessário e sai da empresa pela porta da frente, nunca sabemos o futuro.

Quanto ao tempo, provavelmente ela vai pedir pra vc cumprir a metade e vai colocar como se voce tivesse cumprido todo o tempo pra nao te prejudicar, agora caso voce nao aceite, está disposta a pagar o aviso previo?


#4

Dizem para você não queimar as pontes por onde você passou, pois um dia você pode precisar voltar. As últimas pontes (leia-se consultorias) que eu passei, eu faço questão de explodí-las.
Brasileiro tem complexo de inferioridade. E empregador tem complexo de Barão de Café.
Explico: Quando você sai de uma empresa no brasil, você é chamado de "traidor". Dificilmente um contratante, quando você vai pedir as contas chega para você e diz "parabéns, boa sorte no seu novo desafio", e vai tomar chopp numa sexta feira com você. Em outros países isso não acontece. Você nos EUA é um profissional do mercado. E é normal você sair e voltar pro emprego. Eles até mantem as suas coisas na empresa em quarentena (caso vc resolva voltar depois de um mês, suas coisas estão lá).
Aqui o empregador está "prestando um favor" para te manter no emprego. E se você sair, é tido como "traidor" e "como pode fazer isso com a oportunidade que lhe dei?".
Lógico, já trabalhei em empesas ótimas (na verdade empresa, foi uma só), não me arrependo de ter saído de lá. Saí pela porta da frente, sim.
Essa ponte volto quando posso para conservá-la, porque essa vale a pena.
[]'s


#5

cara.. respeito muito sua opiniao... e concordo com várias coisas que voce disse ... mas pra mim dignidade é muito importante.. a empresa conta comigo, nao vou sair no meio de um projeto ou deixar a empresa na mao qdo tem algo que só eu sei fazer... se a empresa é ruim, eu nao entrei la a força, entrei porque quis.. entao preciso manter meu profissionalismo la dentro.. mas qto ao que vc disse de empregadores, concordo plenamente.


#6

Depende...se ela é PJ e tem contrato assinado com a empresa contratante deve ler o contrato e ver o que rege caso ela não queira mais prestar serviços para aquela empresa...no meu caso o contrato rege que eu fiquei 30 dias ainda aqui ou pague 1 salario para eles....tem que ver tudo isso.

ate mais....


#7

Contrato PJ = irregular.
O Contrato PJ, perante a lei, vale o mesmo que o papel que você comprou pão hoje de manhã.
Nenhuma empresa em sã conciência vai entrar com processo contra a empresa.
Quando você entra com processo falando que o profissional que prestava serviço tem que cumprir a carga horária, isso caracteriza o paragrafo 3 da CLT, ou seja, é admissão que você era funcionário e estava irregular.
Lembre-se, como determina o artigo 3 da CLT, o empregado se caracteriza pela pessoalidade, continuidade, subordinadação e remuneração. O artigo 2 da CLT trata de tirar de sua responsabilidade o risco do negócio. Este corre exclusivamente por conta do patrão ou empresário.
Portanto, se for PJ, um abraço pro gaiteiro...


#8

Está certo Cadu! Se tem um compromisso, cumpra! Se não puder cumprir, justifique. Mas sair do nada, pega mal não só com quem você está deixando, mas também para onde você vai!

Seu novo chefe te contrata pelo que ele viu de bom em você. E você não vai querer que ele pense que você pode deixá-lo na mão também, não é?


#9

Não estou falando que você deve virar as costas e mandar todo mundo para aquele lugar. Longe disso. Estou falando de direitos apenas.
A decisão do que fazer é da pessoa. Só falei o que é de direito dela.
Tem gente que acha que PJ é a oitava maravilha do mundo. Acho que é uma bomba. Cada um tem a sua opnião e faz o quer.
Graças a deus estamos numa área que permite isso...
[]'s


#10

eu acho q o maior problema nao é nem esse, geralmente quando você está afim de sai da empresa, vc normalmente jah tem outro emprego em vista, e como na maioria dos empregos após a contratacao formal eles pedem pra q comece em no máximo uma semana, acabamos obrigados a deixar de cumprir o aviso prévio. já que é melhor sair queimado mas pelo menos empregado. Mas caramba a empresa é tão desprezivel assim pra em questao de 40 hs já querer sair do emprego???


#11

Opa!

Como já foi escrito nesse tópico, procure o sindicato ao qual você está vinculado. E na hora de assinar a recisão, leia se eles deixam explícito a dispensa do período que eles lhe propuseram. Nos termos da CLT, você não pode receber menos do que o que está em carteira, mesmo que a empresa te não lhe cobre trabalhar integralmente. Se ela descontar, isso dá um baita dum problema com o sindicato, podendo a empresa ser multada e processada. Aviso prévio são 28 dias corridos, não importando feriado ou fim de semana, não podendo o mesmo ser prolongado por comum acordo. E eu aconselho a cumprir o aviso prévio, senão além de ter que pagar 1 salário integralmente, podem entrar com recurso de abandono de emprego caso a recisão ainda não tenha sido assinada e protocolada.

Bem, procure o seu sindicato ou um advogado trabalhista, eles poderão lhe informar melhor.

Até!


#12

estou me baseando nesse texto para responder o que respondi...


#13

Assim é covardia... :oops: :oops: :oops: :oops:
Me expressei mal, eu admito.


#14

Leia a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do seu sindicato também. Há direitos e deveres que são a mais que a CLT. E vale para homologação.


#15

Eu contrato e já contratei muitas pessoas, já desisti de várias pessoas justamente ao perguntar qto tempo levaria para ela estar começando ela me disse que em uma semana estaria liberado, sem titubear ou conversar com a outra empresa, caso a pessoa se julgue uma profissional pleno ou senior, ou o cara esta mentindo e é um junior ou a pessoa vai largar todo mundo na mão na outra empresa e no futuro isso com certeza ele vai fazer comigo.

Quanto a CLT, PJ, autonomo, bico, estagio, nada melhor do que negociar, isto com base no que foi acordado na hora da contratação.


#16

O problema é q a maioria nao pensa como voce, geralmente eles deixam pra fazer o processo seletivo quando já deveriam ter iniciado o projeto, e o resultado como sempre é o cara sair queimado da empresa q trabalhava..


#17

Pense tbm...

Já estive várias vezes do outro lado tbm... e pediram para eu começar em uma semana, argumentei que tinha várias coisas que eu precisaria de ficar por pelo menos 30 dias na outra empresa. Torceram o nariz e disseram que pagavam os 30 dias do aviso previo. Argumentei novamente que o problema não era o salario e sim minhas responsabilidades na outra empresa. Continuaram torcendo o nariz. Eu larguei mão do novo emprego, imagina se eles tão preocupados com os outros, inclusive vc...


#18

As empresas geralmente fazem isso para que vc possa passar os seus trabalhos atuais para outras pessoas, e também para que vc tenha um tempo disponível para procurar outro emprego ou resolver problemas particulares.

Isso vc tem que esclarecer com o seu empregador. Não adianta nada vir aqui e alguém te falar que vc deve receber 100% e chegar lá na hora e o seu empregador te dar só a metade. Vocês dois é que precisam definir isso claramente.

Perfeito.

É por aí mesmo. Acho que hoje em dia, com a dinamicidade que o nosso mercado tem, o chefe que não está preparado para isso vai ter surpresas sempre, porque são poucas pessoas que querem ficar anos e anos em uma empresa só. Muita gente "pula" de empresa em empresa por questão de experiência mesmo.
De qualquer forma, mesmo que a sua empresa nova peça para você começar imediatamente, você pode negociar isso também. Geralmente pedem isso por conveniência própria, salvo casos de emergência. Isso já aconteceu comigo umas duas vezes, onde a empresa nova me pediu para começar na semana seguinte da entrevista e eu perguntei se eu poderia começar apenas no início do mês seguinte (umas 3 semanas depois) e justifiquei dizendo que precisava resolver problemas e, em um dos casos, tinha uma viagem agendada. Além é claro do tempo que precisava para me desligar da empresa onde estava naquele momento. Nunca negaram isso nem fizeram cara feia.

Pelo que eu entendi ela quis dizer que trabalha 40 horas semanais... :roll:


#19

Com certeza cara... o importante é conseguir deixar as duas empresas não digo contentes mas pelo menos "satisfeitas". Outra coisa que concordo é sobre os superiores nao estarem preparados para a perca de um funcionário, esse é geralmente um risco que eles ignoram, talvez por nao estar acostumado com essa liquidez que possui a área de TI.

Nossa.. realmente, total falta de atençao minha.. sorry :oops:


#20

Não concordo cara.....

Cade seu carater? Vc não assinou um contrato com a empresa contratante? Isso quer dizer que só pq ela teria problemas com a CLT e vc poderia ganhar uma causa na justça vai simplesmente chegar e falar "tchau, fui"...acho isso "cachorrada" e falta de carater por parte do contratado.

ate mais...