GUJ Discussões   :   últimos tópicos   |   categorias   |   GUJ Respostas

Mestrado Profissional


#1

Olá,

Eu estou me formando esse ano e estou pensando em fazer um mestrado profissional ou uma especialização, ambos em engenharia de software. Eu trabalho como programador.

Como é que o mercado de trabalho vê esse tipo de curso?
Esse tipo de mestrado é bem reconhecido? É valorizado?
Será que vale mais a pena fazer uma especialização?
E as faculdades, dão tanto valor para um mestrado profissional quanto um acadêmico?
Alguém aqui tem mestrado ou trabalha com alguém que tenha?

É um curso razoavelmente caro(em torno de 20mil), por isso eu preciso ter uma idéia se o retorno pós conclusão compensará o investimento.

Obrigado


#2

Que mal lhe pergunte, mas o que viria a ser um mestrado profissional?


#3

Peguei essa definição no google:

Não é uma modalidade muito popular. Havia um mestrado profissional em computação na Unicamp, mas há 3 anos eles não conseguem formar turma. Pelo que eu li há em torno de 110 mestrados profissionais no Brasil.


#4

Mestrado profissional é o ensino caça-níquel indo além da graduação. Você financia um diploma. O ensino é um lixo.

Tomo por referência um pessoal que está fazendo essa nhaca na FGV e fico impressinado com a porcaria que estão pagando.


#5

JDeveloper,

Tendo mestrado você será reconhecido no meio acadêmico, no mercado de trabalho mesmo acredito que o que esteja valendo mais é um pós ou certificações e MBA.
Se você deseja seguir carreira acadêmica (o que não parece ser o caso) eu recomendo, caso contrário acho melhor você pensar em seguir outro caminho.

Fernando Quadro


#6

Na hora de decidir, qualquer coisa faz peso, e te garanto que mestrado tem um bom peso.


#7

Infelizmente o mercado prostituiu alguns termos como MBA, que deveria ser só de administração, já vi vendendo até MBA em Agronomia...

Quanto ao mestrado acadêmico (tanto em faculdade pública como particular) é bom, pois o MEC não deixa ser meia-boca.


#8

Esse lance de "prostituição" de termos é realmente estranho. Eu faço pós-graduação na PUC Rio e o nosso coordenador dizia que pós-graduação latu-sensu, especialização e MBA são rigorosamente a mesma m. E agora? Será mesmo?


#9

Sim, ambas são formas de ganhar dinheiro sem agregar quase nenhum conhecimento importante ao profissional.


#10

Bom eu nunca ouvi falar em Mestrado Profissional,
mas pelo que os meus mestres me diziam: "Mestrado é só para dar aula"
é fria, além de vc ter que se dedicar d+ né, fora a tese, que é de arrancar os cabelos, dependendo da facul que vc faz, em computação o kra para fazer metrado nesta área tem ser Foda mesmo senão não consegue vc tem q ter tempo para se dedicar tbm, o caminho mais curto são as pós e as certificações, que muitas empresas de desenvolvimento software estão exigindo, em todo caso, tem que ter muito estudo e muita dedicação para se dar bem no mercado!


#11

uhahahaah que revolta. Frustrado com a vida depois da graduação? (brincadeirinha)

Sim, pós-graduação lato-sensu = especialização = MBA. No contratinho de compra do diploma vc vê que tudo é classificado como lato-sensu no MEC.

Na prática as universidades usam essa nomenclatura pra diferenciar níves, especialização é em geral focada em um nicho muito específico de uma área de conhecimento (gerenciamento de projeto, direito na informatica, etc.), pós-graduação lato costuma ser uma visão geral de uma área (administração, economia, etc.) e MBA costuma ser a pós-graduação aprofundada.
Bem, isso ai em cima sao minhas observacoes.

Costumo dizer que pra aproveitar um MBA vc ja tem que ter um bagagem na area do curso e fazer um curso com pessoas que tb tenham essa bagagem, assim a troca de experiencias acaba enriquecendo o curso e valendo mais do que a grade curricular.

Eu faco mestrado acadêmico mesmo e posso dizer que é outro mundo, totalmente diferente de aplicacoes comerciais das tecnologias que usamos dia a dia ... pelo emprego agrega pouco diretamente, mas por conhecimento acho que vale a pena pois vc se aprofunda muuuito em diversos assuntos.


#12

Então tá bem desinformado hein ... dois links pra galera se atualizar: 1 e 2

Em geral essa regra é válida, mas não generalize nao .... se vc é um cara voltado ao mercado pode tirar muito proveito de um mestrado tb basta saber transportar adequadamente os conceitos academicos para o mundo real (feio falar assim, mas sao mundos diferentes, pelo menos ate onde eu estou vendo)

O mestrado academico exige mais dedicacao e um pouco mais de tempo, mas é perfeitamente possível cursá-lo e trabalhar ao mesmo tempo se vc tiver em uma empresa que valorize o aprendizado ou for PJ :shock: :shock:


#13

Ah, em tempo .... algumas áreas de atuação valorizam muito mais o mestrado acadêmico mesmo, em geral áreas de altíssima complexidade como aplicações espaciais, materiais, aviônica, matemática e tudo que está relacionado a isso (tratamento de imagem, voz, comunicacao, etc.)


#14

http://mestrado.ipt.br

O Mestrado Profissional não tem o mesmo foco do tradicional mestrado acadêmico. Tem um foco técnico voltado ao mercado profissional. Avalie antes de opinar.

Eu gostaria de ter feito lá no IPT, mas decidi não fazer por alguns motivos: Me custaria cerca de 30 mil reais e quase 3 anos. Achei que o MBA seria muito melhor pra minha carreira.

MBA é uma especialização, logo uma pós lato sensu. O contrário nem sempre é verdade. Especialização em Gerência de projetos não tem nada a ver com MBA.

E com MBA você pode dar aula em cursos superiores.

Abraços


#15

Atualmente eu concordo mais é com o Louds, essas siglas e subdivisões servem essencialmente pra ganhar uma grana. Eu particularmente não pretendo fazer curso algum agora. Mas se fosse pra escolher, um mestrado acadêmico seria mais vantajoso, porque você acaba conciliando as novidades vistas no mercado com os fundamentos e pesquisas computacionais. Eles se completam.


#16

Não exatamente, veja:

http://pt.wikipedia.org/wiki/MBA
http://pt.wikipedia.org/wiki/Stricto_sensu
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lato_sensu

Mas a grosso modo a diferença do mestrado profissional e acadêmico é essa:

:arrow: acadêmico - voltado para a pesquisa - depois de concluído recebe o título de mestre

:arrow: profissional - voltado para o mercado - depois de concluído não recebe o título de mestre


#17

O mercado de educação brasileira é baseado no cinismo e na estupidez.

Cinismo de todos valorizarem o LIXO que ensinam.

Cinismo em dizer que aprenderam algo de real valor por já ter bancado o palhaço em pagar os tubos em um Mestrado Profissionalizante no qual teve aula de Power Point -básico tá, nada além de bullets e negrito.

Cinismo em contratar alguém tomando base o fato dela ter pago uma fortuna para atestar sua idiotice.

Estupidez do imbecil do estudante que prefere exigir um ensino mediocre a cobrar qualidade.

Moral da história, o ensino superior brasileiro não é um desastre por conta das universidades de má qualidade, é por conta de uma enorme população discente formada em sua maioria esmagadora por gente imbecil. Enquanto brasileiro continuar preferindo comer coco, vão continuar produzindo.

Ou seja, mande seu currículo para aquela vaga de gerente e ligue pro RH da empresa e diga que só um recrutador imbecil ia trocar uma pessoa que investiu 30mil em seu desenvolvimento pessoal por uma que comprou um certificado de otário pelo mesmo valor.

PS: Eu usei nesta mensagem os termos idiota, cretino, otário e brasileiro com mesmo significado, podemos trocar um pelos demais sem prejudicar a compreensão.


#18

o titulo de mba aplicado de harvard em algumas areas perde o valor depois de 4.5 anos... voce precisa voltar lá e cursar + 6 meses ou se submeter a uma prova. (acho que isso é pra ganhar dinheiro) Se voce nao renovar, perde o titulo. O prazo de 4.5 é variavel, e todo ano um conselho academico decide a "depreciação"

Se voce nao quiser se submeter a prova, só pode fazer o MBA normal (não aplicado).

Em todo lugar é o dinheiro que manda....

Pelo menos no Brasil a coisa é democratica (se vc tem dinheiro), na nyu o sujeito faz uma entrevista parcial, pergunta até sobre coisas pessoais, e se ele nao for com a sua cara, nao te aceita.

Eu nao fui aceito no MIT para mestrado pq o $#!@$ falou que eu nao precisava de um mestrado pq eu era um desenvolvedor.


#19

Bem, achei esse texto que prova elas por elas que MBA = pós lato-sensu = especialização: http://www.educacaopublica.rj.gov.br/jornal/materia.asp?seq=244

E esse outro faz uma reflexão sobre quando cursar um MBA de verdade: http://www.unilins.edu.br/noticias/noticia.php?idnoticia=1261

Vale a leitura pra se informar.


#20

Definição de mestrado profissional(Fonte: CAPES)